MPF DENUNCIA EX-PREFEITO DE GRANJA ESMERINO ARRUDA E ATUAL PREFEITO HÉLIO FONTENELE POR IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA



A Procuradoria da República no Município de Sobral apresentou denúncia de improbidade administrativa contra o prefeito de Granja, Hélio Fontenele (PSDB), e contra o ex-prefeito do município, Esmerino Arruda (PSD). Esmerino renunciou ao cargo no dia 6 de março. Jander Beviláqua Filho, presidente do conselho de gestão do município, também é acusado. A investigação do Ministério Público Federal durou mais de um ano e é baseada em relatório da Controladoria Geral da União (CGU) realizado em 2010. A CGU constatou, entre diversas irregularidades, pagamento de perfuração de poço profundo mediante desvio de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), notícia publicada em primeira mão pelo Camocim Online, e superfaturamento na aquisição de veículos para transporte escolar. Esmerino Arruda, que é pai do secretário de Esporte Gony Arruda (PSD), também foi denunciado pelo motorista particular Luiz Antonio de Brito. 
O motorista acusa o ex-prefeito de viajar para Fortaleza levando grande quantidade de dinheiro a ser depositada na conta corrente da neta, Ana Paula Arruda, também denunciada pela ação civil. Arruda garante que pode explicar ao Judiciário os mais de R$ 3 milhões encontrados na conta da neta. Ele acusa Luiz Antonio de trabalhar para seu sobrinho e rival político, Romeu Aldigueri, líder ex-candidato a prefeito de Granja. Carmem Salles Arruda, mulher de Esmerino, e ex-prefeita da cidade, também responde a ação do MPF por irregularidades na aplicação de verbas do Fundeb. Hélio Fontenele foi alvo de processo político-administrativo pela Câmara Municipal de Granja, seis dias depois da renúncia de Esmerino, motivada, segundo ele, por problema de saúde. A ação civil contra Esmerino Arruda e Hélio Fontenele foi encaminhada à 18ª Vara da Justiça Federal, localizada em Sobral. A matéria acima é destaque da edição de hoje do Jornal O Povo (AQUI).
Tá difícil até de não repetir foto de tanta matéria que anda saindo desse povo. Rapaz, Granja quando entra na mídia, não quer mais sair. Enquanto isso a cidade está abandonada, parada, sem rumo. E na risca do mestre, os alunos também estão na mesma linha, sendo denunciados um a um para as esferas da justiça. Hoje, o profissional que mais ganha dinheiro dessas prefeituras "encalacradas" até o eixo em denúncias de desvio de recursos, se chama advogado (mas nenhum da terra é chamado na hora que a onça bebe. Nessa hora só funciona advogado da "capitá"). Pra piorar pro povo, os acusados, prefeitos, usam dinheiro público para pagar a defesa. Ou alguém acha que eles estão gastando do próprio bolso? morde aqui pra vê se sai leite.

Postado por Tadeu Nogueira às 07:43h
Com informações do Jornal O Povo

Comentários

Postagens mais visitadas