PRÉDIOS HISTÓRICOS DE GRANJA SOFREM COM ABANDONO

13:21


A situação dos prédios históricos do município de Granja foi motivo de reportagem veiculada hoje pela manhã durante o telejornal Bom Dia Ceará, da Tv Verdes Mares. A Repórter Tereza Tavares, com imagens produzidas pelo Cinegrafista Ivanésio Silva, fez um apanhado da situação de vários desses imóveis, fadados ao descaso e abandono, que contam muito do passado de Granja. Entre os símbolos da história da cidade, que sucumbe ao tempo e à falta de manutenção, é a ponte férrea sobre o Rio Coreaú, inaugurada na época do império. Para se ter uma ideia do que está acontecendo, o prédio que abrigava a Estação Ferroviária, hoje serve de esconderijo para viciados e marginais durante à noite. A matéria conta ainda com uma entrevista com o Historiador Granjense, Raimundo Pompe. Confira AQUI o vídeo.


Fonte: Camocim Online

MPF ENTRA COM AÇÃO (MAIS UMA) CONTRA PREFEITO DE GRANJA POR IMPROBIDADE, FRAUDE EM LICITAÇÃO E ENRIQUECIMENTO ILÍCITO

06:31


PROCURADOR PEDE AFASTAMENTO E 
BLOQUEIO DE BENS DE TODOS OS ENVOLVIDOS

No dia 27 de Março de 2012, o Blog Camocim Online publicou, com exclusividade, a matéria intitulada "Escândalo em Granja! Prefeitura Usa Verba do Fundeb para Cavar Poços" (AQUI). A denúncia partiu de Ana Cristina Batista , Presidente da Apeoc local,  que representando a classe, agiu em em defesa dos recursos do FUNDEB para a Educação no Município ao  resolver desencadear uma série de investigações contra uma suposta fraude em uma licitação para a perfuração de Poços Profundos na zona rural de Granja. 
A APEOC de Granja  moveu então uma Ação Popular  pedindo o afastamento do Prefeito Esmerino Arruda e do Gestor Geral da época, Hélio Fontenele.  Pediu ainda a suspensão dos contratos firmados com a empresa Uzimetal, e a quebra do sigilo bancário e fiscal de todos os envolvidos. O fato foi denunciado ainda ao Tribunal de Contas dos Municípios , CGU, Promotor de Justiça da Comarca e Polícia Federal. A seriedade da denúncia e as provas fartas podem ter sido o estopim para a renúncia, em menos de um mês depois, do Prefeito Esmerino Arruda, que culminou na posse de seu vice, Hélio Fontenele. 
No último dia 14 de Maio, os primeiro indícios de que as denúncias tinham ampla veracidade culminaram com uma Ação por Improbidade Administrativa movida pelo Procurador Federal, Fernando Braga Damasceno, do Ministério Público Federal, onde os citados são, entre outros, o Ex-Prefeito Esmerino Arruda e o Prefeito atual, Hélio Fontenele. Na ação, o Procurador afirma que está constatado o enriquecimento ilícito por parte dos envolvidos, que os princípios da administração pública foram violados, pede a indisponibilidade dos bens dos envolvidos, assim como o afastamento imediato de todos eles. Em determinado trecho, o Procurador afirma de forma taxativa: "...a instrução processual reclama o afastamento cautelar de todos os demandados dos cargos públicos que exercem, todavia, no presente caso, por haver demonstração de que se usou toda a máquina administrativa para dar a aparência de legalidade às ilegais contratações diretas, é concreto o perigo dos mesmos diligenciarem com o propósito de destruir provas de seus atos, caso permaneçam em suas funções/cargos". 
Com mais essa ação que pede claramente o afastamento do Prefeito de Granja (esse já é o segundo pedido do MPF), e com mais dois, que supostamente estão sendo ajuizados pelo Ministério Público, fica a pergunta: Quantos pedidos de afastamento são necessários para que um gestor seja afastado? Enquanto isso, os quase 53 mil habitantes de Granja querem saber quando é que as autoridades vão olhar por eles. Porque a realidade é que a cidade, que já vinha "devagar, quase parada", agora parou de vez. 



Fonte: Camocim Online

GRANJA: MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL TAMBÉM REQUER AFASTAMENTO IMEDIATO DE HÉLIO FONTENELE EM MAIS DUAS AÇÕES CIVIS PÚBLICAS

11:56


http://impactogranja.com/portal/wp-content/uploads/2012/06/Ministerio.jpgDesde o começo do ano o MPE vem solicitando e requerendo informações junto a prefeitura municipal de Granja, notadamente no que diz respeito a licitações públicas e nunca obteve respostas. No último mês de Maio,  o promotor de justiça Dr. Breno Rangel em companhia do delegado de polícia civil Dr. Márcio Luiz de Melo Ferreira foram a sala da comissão permanente de licitação da prefeitura de Granja cobrar respostas aos requerimentos não atendidos, quando se depuseram em uma situação inusitada, para não dizer criminosa, estavam sendo montadas e maquiadas licitações ‘ in loco ‘. Imediatamente, o promotor dirigiu-se ao fórum deixando o delegado na sala da comissão, e adentrou com uma ação cautelar de busca e apreensão, sendo deferida a pretensão pelo juízo da segunda vara da comarca de granja, determinando o arresto de todos os procedimentos licitatórios existentes naquele espaço físico. Foi determinado também uma auditoria por equipe técnica do Tribunal de Contas dos Municípios – TCM em todos os papéis apreendidos judicialmente.
Depois, procedeu-se a oitiva de todos os membros da comissão de licitação da prefeitura que só comprovaram as gravíssimas irregularidades e ilegalidades já provadas nos autos através do relatório conclusivo do Tribunal deContas dos Municípios – TCM.
São duas ações civis públicas que tratam de desvios de milhões de reais dos cofres públicos de gGranja, formação de quadrilha, fraudes em licitaçãoes públicas, enriquecimento ilícito, simulação e várias outras graves ilicitudes. Estão denunciados além de Hélio Fontenele, o secretário de infraestrutura Jorge Luiz Angelim Viana,  o  Sr. Francisco Edson Lima Freire Lima Filho, pregoeiro e assessor,  o presidente da comissão de licitação Francisco Peixoto Mendes, os membros Angela Maria Teixeira de Lima,  o advogado Gustavo Vicentino,  as empresas EDS Contruções Locações Ltda,  F. Edson F Lima Filho Contabilidade ME  de propriedade de Francisco Edson Lima Freire Lima Filho no processo nº5430-22.2012.8.06.0081/0, já na outra ação de número 5431-07.2012.8.06.0081/07 foram denunciados Hélio Fontenele Magalhães, novamente toda a comissão de licitação, a empresa Uzimetal , a empresa Hidropoços, os proprietários das empresas  e outros.
Granja está um caos. Falta tudo. Todos os fornecedores estão atrasados. Falta combustível em ambulâncias e nos ônibus escolares. A limpeza pública está atrasada. 15.000 alunos estão sem transporte escolar. Passou-se 05 meses sem merenda escolar. O laboratório que presta serviços de exames clínicos para o SUS fechou as portas por falta de pagamento por parte da prefeitura. Energia elétrica do hospital, nas escolas e em outros prédios públicos está atrasada 04 meses. Enquanto isso mais de 100 pessoas recebem rigorosamente  em dia sem trabalhar, os chamados funcionários fantasmas. Dentre eles, inúmeros parentes do prefeito e filhos de vereadores da base aliada. Fora tudo isso, todo dia provam-se desvios e mais desvios de recursos públicos desse povo tão sofrido por parte do prefeito.
Até onde vai tudo isso? É preciso dar um basta já!
As duas ações civis públicas de improbidade administrativa com pedido liminar de afastamento imediato do cargo do prefeito  estão conclusas para decisão  nas mãos da meritíssima juíza de direito da 2ª vara da comarca de granja.
Urge que se faça justiça já.
Clique AQUI / AQUI e AQUI

Fonte: Impacto Granja

FIM DO MUNDO PREVISTO PARA 2012 PODE TER COMEÇADO POR GRANJA

06:36


Cerca de 15 mil alunos sem transporte escolar, merenda escolar faltando há 5 meses, ambulâncias e ônibus escolares paradas por falta de combustível, postos de saúde sem médicos e remédios, estradas abandonadas, fornecedores atrasados, garis sem receber, Conselho Tutelar e algumas escolas sem energia por falta de pagamento há mais de 04 meses. É ou não o início do fim? O retrato do caos? 
Pois esse é o retrato fiel do que está acontecendo na cidade de Granja. E tudo devido à sucessivos desmandos administrativos que já completaram meio século de existência. Recentemente, o capítulo que culminou em mais um "pacote" de absurdos foi a renúncia ao cargo de prefeito por parte de Esmerino Arruda, e a posse em seguida do Hélio Fontenele, seu vice. Enquanto os dois tentam de todas as formas escapar da teia de processos em que estão metidos, a população granjense agoniza, órfã por completo dos serviços, obras e ato que por lei teriam que partir da Prefeitura Municipal. Se a profecia Maia, segundo a qual, o fim do mundo ocorrerá em 21 de dezembro de 2012,  realmente se confirmar, o início certamente já começou por Granja. 

Fonte: Camocim Online

Popular Posts

Like us on Facebook

About the Author

Flickr Images