IPECE DIZ QUE GRANJA,CHAVA E BARROQUINHA SÃO CIDADES DE EXTREMA POBREZA


Um estudo inédito que acaba de ser publicado pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), órgão vinculado à Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) do Governo do Estado, enquadra as cidades de Granja, Chaval e Barroquinha como pertecentes ao grupo de extrema pobreza.

Além dessas cidades, no litoral Oeste do Ceará ainda tem os municípios de Acaraú, Amontada, Itapipoca, Martinópole, Morrinhos, Senador Sá e Uruoca nesse grupo negativo. O trabalho analisa a distribuição da extrema pobreza no território cearense em nível municipal - tendo como base o censo do IBGE 2010 - e mostra que existem grandes disparidades municipais relacionadas à miséria.

De acordo com o estudo, há uma dependência espacial (geográfica) no tocante a proporção de pessoas pobres, ou seja, municípios com altas taxas de miséria tendem a ser cercados por outros municípios com altos valores desse índice, enquanto que municípios com maiores níveis de renda encontram-se circunvizinhos a outros municípios na mesma situação.

Segundo o diretor Geral do Ipece, professor Flávio Ataliba, o estudo é importante na medida em que ajuda a estabelecer as estratégias de ações do poder público, com o objetivo de romper os agrupamentos de miséria ainda presente no Estado e fortalecer aquelas regiões que apresentam padrões de renda mais, uma vez que municípios com elevados níveis de pobreza ou riqueza tendem a ter influência direta sobre seu vizinho.

com informações do Governo do Estado/barroquinhanoticias

Comentários

Postagens mais visitadas