PREFEITO HÉLIO FONTENELE DEMITE MAIS DE 500 GRANJENSES INJUSTAMENTE E MANTÉM QUASE UMA CENTENA DE FUNCIONÁRIOS FANTASMAS QUE NÃO TRABALHAM


Em outubro de 2011, o Ministério Público Estadual – MPE  entrou na Comarca de Granja com Ação Civil Pública contra a Prefeitura Municipal de Granja onde solicitava a regularização da situação funcional dos contratados temporários da Prefeitura.
Na época, existiam lotados na Prefeitura Municipal de Granja cerca de  1.226 funcionários contratados temporários. O então Juiz de Granja, Dr. William Sóstenes deferiu medida liminar em favor do Ministério Público, considerando todos os contratados ilegais, porém concedeu o razoável prazo de 6 meses para que a Prefeitura regularizasse a situação de todos os 1.226 funcionários temporários.
Ocorre que, passados mais de 7 meses, o então prefeito Esmerino Arruda e seu vice Hélio Fontenele não tomaram nenhuma providência para resolver a situação.Pelo contrário, a Prefeitura Municipal de Granja enviou a Câmara de Vereadores o Projeto de Lei solicitando a realização de concurso público com apenas 816 vagas.
Em fevereiro de 2012 todos os vereadores da oposição reclamaram que a quantidade de  vagas eram insuficiente e sugeriram ao prefeito Esmerino Arruda projeto de indicação para que a quantidade de vagas fossem aumentadas para 1.226, no entanto o Prefeito Esmerino Arruda e seu vice Hélio Fontenele vetaram o projeto de aumento de vagas.
O pior é que recentemente o prefeito realizou o chamado “Processo Seletivo” para escolher 816 vagas ofertadas por ele e todos sabemos que só passaram quem o prefeito indicou e que entre os aprovados existem dezenas, senão centenas de pessoas sem capacidade para assumir certos cargos e /ou não trabalham, ocupando assim cargos de granjenses que precisam e querem trabalhar.
O site teve acesso a uma lista que circula na cidade contendo mais de 70 nomes que recebem por mês mais de 120 mil reais. Com estes recursos a Prefeitura de Granja poderia pagar quase duzentos contratados temporários que desejam trabalhar. Isso é uma vergonha! Com a palavra o MPE para que tome as providências cabíveis.
Clique AQUI para ver algum dos nomes.

Matéria originada do site Impacto Granja

Comentários

Postagens mais visitadas