PADRE DISPARA: "PREFEITO DE GRANJA É UM HOMEM SEM PALAVRA"

No último dia 13 de Dezembro, a localidade de Timonha (Pitimbu), Distrito de Granja, vivenciou um episódio que, desde já, ficará entre os que acabarão virando lenda, sendo repassado de pai para filho, e desse filho para seus filhos.
Na última missa do Festejo de Santa Luzia, conhecida entre os católicos como protetora dos olhos, o Padre Luciano (foto), pároco de Granja, surpreendeu a todos ao fazer, durante sua homilia, uma espécie de desabafo. Segundo as palavras proferidas pelo religioso, houve um acordo fechado, muito a seu contragosto, onde ficou acertado, pela primeira vez, que haveria festa dançante em uma das noites do festejo, mais precisamente no dia 12 de dezembro. O pedido foi feito pelo Prefeito de Granja, Esmerino Arruda (PSD). No acordo, a festa dançante, com duas bandas de forró, em frente à igreja, começaria logo após o leilão, momento em que, além de tradicional, retrata toda o apego do povo à religiosidade, através de prendas doadas pela população humilde, que espera com isso ajudar a igreja a manter sua estrutura e, quem sabe, realizar reformas com o que seria apurado. E por que "seria". Eis a resposta:
"Seria", porque o Prefeito, segundo o Padre, não cumpriu sua parte no tal acordo, autorizando que o "forró" tivesse início logo após o "vão em paz e que Deus os acomapnhe". Diante disso, nem que o gritador do leilão se esgoelasse, seria possível alguém escutar as ofertas, "facidé", poder oferecer um lance. Ou seja, tiveram que cancelar o leilão. Nesse momento  o patamar da Igreja já havia sido invadido por forrozeiros e cachaceiros, com a plena autorização do Prefeito.
E foi por tudo isso, e ciente de que cumpriu a sua parte no acordo, que o Padre Luciano, soltou, entre outras, textualmente, a frase que reproduzimos a seguir: 
 "O Senhor Prefeito não foi capaz de cumprir a palavra dele, então é um homem sem palavra e que desrespeitou a igreja, e desrespeitou a todos nós, devotos de Santa Luzia. Eu acho que aquela pessoa que realmente é igreja, ela não pode aceitar, não pode dá um voto de confiança para uma pessoa que desrespeita a igreja, dá o voto de confiança para uma pessoa dessa administrar o nosso municipio. Digo aqui e deixo bem claro o meu desabafo, goste quem gostar, isso não me interessa. Eu já estou indo embora mesmo. E que fique dito aqui o que eu acho .
Após seu 'desabafo", os fiéis presentes aplaudiram as palavras do Padre, que não foram só essas. Em quase 2 minutos, ele demonstrou arrependimento por ter feito tal acordo e revolta pelo fato do Prefeito de Granja ter faltado com sua palavra.

Comentários

Postagens mais visitadas